Uma Noite no Museu 3: O Segredo da Tumba

Título Original- Night at the Museum: Secret of the Tomb
Título Nacional– Uma Noite no Museu 3: O Segredo da Tumba
Diretor– Shawn Levy
Roteiro- David Guion/Michael Handelman
Gênero- Comédia/Aventura
Ano- 2014

– O segredo da noite é o final…

Finalmente chega ao final a sequência de Uma Noite no Museu. O filme que não era para ter conhecido nem a primeira continuação, ainda teve um terceiro episódio, embalado pelo sucesso do primeiro, especialmente. Nessa etapa derradeira Ben Stiller (Larry Daley / Laaa) voltará a companhia de seus amigos inusitados que fazem parte do museu de Nova Iorque. Numa época de vacas magras no cinema esta foi quase a única opção que sobrou que inspirou algum ânimo para ser conferida.

Enquanto organizava uma apresentação em que as peças que ganham vida são a principal atração, Larry é surpreendido pelo comportamento inesperado das relíquias durante a exibição, ao investigar mais fundo ele descobre que a placa que confere vida noturna aos seres inanimados estava passando por uma espécie de corrosão, sendo tomada por uma ferrugem esverdeada. Quando resolve pesquisar mais sobre assunto chega à conclusão que a solução pode estar no Museu da Inglaterra, para isso ele leva alguns dos objetos durante a viagem para descobrir no instante que chega ao local que muitos mais vieram, na verdade os principais dos outros episódios; Jedediah (Owen Wilson), Octavius (Steve Coogan), Teddy Roosevelt (Robin Williams), Attila the Hun (Patrick Gallagher), Sacagawea (Mizuo Peck)e por fim Ahkmenrah (Rami Malek). Este último o elo necessário para desvendar o mistério.

Ao chegarem ao museu eles serão surpreendidos pelo fato das peças do Museu Inglês também virem à vida. Se unirá ao grupo o cavaleiro Lancelot (Dan Stevens) na busca pelas respostas à ameaça aos objetos. Uma Noite no Museu 3 sofre do mesmo dos antecessores; não tem propósito para existir, a não ser faturar bilheteria. Quando um filme é realizado objetivando apenas este aspecto o que ele representa fica completamente esvaziado. Ainda que busquem criar um jeito que justifique tudo aquilo, esta desculpa sempre fica insuficiente para o espectador encontrar na produção motivos para estar ali assistindo.

Para completar, o longa não consegue emplacar naquilo que deveria ser seu forte; a comédia. Não há muita graça em nenhum momento, apenas algumas cenas mais descontraídas, no máximo. Ben Stiller até se esforça ao interpretar o homem pré-histórico Laaa, traçando um paralelo entre uma interpretação mais séria e outra escrachada, mas não funciona a contento tampouco. No final tudo se resume a ficar vendo a trama desenvolver-se inutilmente até um final esperado e bem bobo. Quase não há razão para que você vá assistir Uma Noite no Museu 3 a não ser que ir ao cinema seja um programa cotidiano para seu entretenimento, caso contrário não desperdice seu tempo.

Intensidade da força: 4,0

Deixe seu comentário