Garota Exemplar

Título Original– Gone Girl
Título Nacional– Garota Exemplar
Diretor- David Fincher
Roteiro– Gillian Flynn
Gênero- Suspense/Drama/Policial
Ano– 2014

– Nada é o que parece…

E se aquele casal aparentemente perfeito não fosse o que realmente parece? Se algum deles guardasse segredos que nem mesmo um de seus companheiros soubesse ou desconfiasse ser capaz? Introduza neste contexto o poder da mídia em construir e desconstruir imagens e teremos, outra vez, mais um filme marcante e imperdível de David Fincher. Usando um casal de protagonistas conhecidos, mas pouco reconhecidos, o excepcional diretor consegue elevá-los a um patamar superior com este “thriller” cheio de expectativa e incitamento que leva o espectador a ficar ansioso com o desenrolar dos fatos.

O casal Nick Dunne (Ben Affleck) e Amy Dunne (Rosamund Pike) conhecem-se há 7 anos e estão casados há 5. O momento do relacionamento não está bom e ambos demonstram insatisfação. Enquanto Nick já busca uma maneira de colocar um ponto final, Amy ainda deseja o prolongamento do convívio. Porém um acontecimento inesperado fará com que a vida do suposto pacato casamento vire de pernas para o ar. Enquanto estava com sua irmã, Margo Dunne (Carrie Coon), Nick recebe um telefonema do vizinho informando que havia ouvido barulhos estranhos vindos de sua casa. Ao chegar à propriedade ele vê tudo revirado e sua esposa ausente, atordoado com o acontecimento ele liga para a polícia e a dupla de policiais, Detetive Rhonda Boney (Kim Dickens) e Jim Gilpin (Patrick Fugit) atendem o chamado.

Quando verificam a cena do fato a Detetive nota estranhezas no local e começa a fazer perguntas insinuativas para Nick, que as responde sem barreiras ou desconfianças. A partir daí começa uma busca à esposa desaparecida. Contudo, no decorrer das buscas, fatos cada vez mais estranhos começam a surgir e o marido passará de colaborador a principal suspeito do crime. Tudo isso motivado pela crescente influencia dos programas “policialescos” que também assolam a cultura americana, aliás, foram porcamente importados de lá para cá. Nick se vê cada vez mais encurralado e sua imagem vai aos poucos sendo destruída pela pressão da imprensa e neurose dos demais membros da comunidade.

Para não estragar muito do clima construído é melhor não contar muito mais a respeito da trama, que merece muito sua atenção e a não antecipação tem papel importante neste caso, haja vista que se trata de um longa focado no mistério e suspense e tais sensações seriam comprometidas se muito da história fosse revelado. O que importa para quem for assistir é que se trata de um dos grandes filmes do ano, o melhor em seu gênero e conta com uma parte técnica muito boa, com outra excelente direção de David Fincher que consegue aliar o que de melhor existe nos atores escalados, especialmente os protagonistas Ben Affleck e a bela, mas pouco conhecida do grande público, Rosamund Pike. Ela também se submete a um ganho e perda expressivos de peso durante o filme, notável mesmo em seu rostinho normalmente magro e que ficou rechonchudo em certos momentos.

Um filme que consegue aliar conteúdo sem ser pesado ou entediante. Traz para quem assiste a sensação de estar vivendo os acontecimentos, aspecto muito buscado por inúmeros diretores em suas produções, mas poucas vezes alcançados satisfatoriamente. Com certeza será um título presente nas premiações para o cinema desta temporada. É um programa indicadíssimo seja para quem curte filme no estilo ou simplesmente quem gosta de ver uma obra bem pensada, bem adaptada (Glen Flynn que escreveu a “novel” assina o roteiro) e, principalmente, bem executada pelas hábeis mãos e mente deste diretor que sempre acerta naquilo que se propõe realizar.

Intensidade da força: 9,5

2 opiniões sobre “Garota Exemplar”

  1. In Fincher We Trust!!

    Incrível como David parece não conseguir errar nunca.

    E Garota Exemplar além de contar com uma atuação espetacular da srta Pike, traz uma história com 3 mistérios que vão sendo revelados durante o filme aos poucos, quando parece que está tudo resolvido, vem o outro mistério intenso pra gente acompanhar.

    1. Isso mesmo Márcio, embora tenha lido algumas pessoas criticando o filme, boa parte delas, na verdade não entenderam do que se tratava de verdade aí fica difícil você poder dizer, de maneira acertada uma impressão, pois o ponto de partida para aquilo já está afetado.

Deixe seu comentário