Homem de Ferro 3

Título Original- Iron Man 3
Título Nacional– Homem de Ferro 3
Diretor– Shane Black
Roteiro– Drew Pearce/Shane Black
Gênero– Ficção/Ação
Ano- 2013

– Mais bonito, não necessariamente melhor…

Assim são os primeiros minutos de Homem de Ferro 3, novo filme do herói dos quadrinhos Marvel que conquistou o público e abriu caminho para o ambicioso projeto da editora que conseguiu emplacar sucessivas produções com suas personagens sempre com bons números de bilheteria. Aquele que abriu o caminho está de volta para iniciar uma nova etapa nos planos de seus criadores. Com um orçamento equiparado ao segundo (200 milhões) o longa conseguiu utilizar bem os recursos disponibilizados entregando uma produção muito bem acabada tecnicamente.

O diretor Shane Black, mais atuante como escritor, especialmente dos Máquinas Mortíferas, teve em suas mãos a oportunidade de se lançar entre os diretores num trabalho de grande destaque e mostrou que é capaz de atender as grandes expectativas sobre ele depositadas numa situação como esta. O filme tem alguns momentos que trazem lembranças dos antigos filmes que roteirizou, com as cenas ação mais aceleradas e o tom de humor sempre presente. Um dos problemas, talvez, tenha sido como o filme foi vendido (seria uma versão mais séria, ameaçadora) para o herói.

Tony Stark (Robert Downey Jr.) continua imerso em seus trabalhos mais do que nunca e os utiliza como fuga para seus problemas, depois dos eventos ocorridos em Os Vingadores. Antes disso, é contada uma relação sua no passado com os dois cientistas, Maya Hansen (Rebecca Hall) e Aldrich Killian (Guy Pearce). Ela teria sido uma das mulheres que o marcou, enquanto Aldrich apenas mais um “nerd” perturbado. Voltando ao presente, o mundo está sendo constantemente ameaçado por uma figura que se intitula Mandarim (Ben Kingsley) ele vinha promovendo ataques terroristas e aterrorizando os Estados Unidos.

No seu mais novo projeto Tony está tentando controlar a armadura usando sua mente e tal função irá ser muito importante em certos momentos da história. Acontece que num de seus arroubos de inconsequência, Stark desafia o Mandarim e ele ataca impiedosamente a mansão na qual morava, neste momento Pepper Potts (Gwyneth Paltrow) lá estava e também fica em situação de alto risco. A partir deste acontecimento o protagonista terá que se virar com muito pouco e mostrará que nem só do Homem de Ferro é feito o herói. Ele irá enfrentar os perigos sem armadura, mostrando que também é capaz mesmo sem ela.

O longa tem um acabamento técnico mais apurado que os anteriores, as cenas são mais grandiosas e elaboradas, muito embora as lutas em si careçam de mais imersão. A armadura ressente-se da ausência do designer original, Stanley Winston, que conseguia um nível de detalhamento incrível no primeiro filme, bem como no segundo (mesmo já tendo falecido deixou tudo pronto praticamente).

As escolhas para o desenvolvimento da trama são um tanto equivocadas em certos momentos, porém o ritmo alcançado é muito mais intenso do que os dois primeiros, muito embora neste ainda se tenha um certo cansaço, especialmente no meio dos acontecimentos.

A atuação de Robert continua afiada e bem adequada, enquanto o papel de Pepper ganha em aparição conferindo um aspecto a mais que também agrega à história. A personagem de Rebecca Hall fica perdida no meio de toda a trama dando a sensação de falta de propósito em sua participação, por fim, Guy Pearce entrega um trabalho competente mais uma vez, bem como Ben Kingsley.

Ainda que tenha suas falhas e não alcance o balanço do primeiro Homem de Ferro, este último consegue momentos de clímax mais intensos. Tem um começo muito forte e promissor, um meio um tanto perdido, seguindo para um fechamento em grande estilo, aproximando-se da força do seu começo. É o primeiro blockbuster do ano que realmente faz jus ao nome e causará frisson tanto no meio crítico, como entre fãs e em bilheteria. O certo é que se trata de mais um ótimo filme da Marvel no geral e que mantém a ótima tocada que a empresa vem dando às suas criações, agora no cinema.

Intensidade da força 9,0

4 opiniões sobre “Homem de Ferro 3”

  1. Ficou muito bom o filme!! Curti mais o segundo, mas esse ficou show. Acho que o próximo filme vai seguir a tendência do homem de ferro com a armadura quardada nos ossos. vai ser muito massa!!!

Deixe seu comentário