Os Infratores

Título Original– Lawless
Título Nacional– Os Infratores
Diretor– Olivier John Hillcoat
Roteiro– Nick Cave/ Matt Bondurant
Gênero– Ação/Policial
Ano- 2012

– História no crime…

O foco gira em torno da conturbada vida dos irmãos Bondurant, que viveram no período da lei seca americana, quando o consumo da bebida foi dado como ilegal, numa tentativa preguiçosa das autoridades em conter a violência rampante dos gangsters nos EUA. O centro aqui se volta para o interior, numa época romântica em que até o crime tinha um glamour que não se vê atualmente. Esta visão é amplamente utilizada durante a exibição.

Os três irmãos viviam bem no condado de Franklin, mas um deles sempre achava que podia mais, Jack (Shia LaBeouf), já os demais, Forrest (Tom Hardy) e Howard (Jason Clarke) eram mais simplórios, no entanto isso era confundido pelo mais novo como falta de visão. Por conta dessa postura sonhadora ele se põe constantemente em perigo e arrasta a família junto. O mais velho, Forrest, não desiste e sempre tenta consertar as trapalhadas do caçula, muitas vezes tendo a própria vida posta em risco. A premissa básica é essa.

Por ser uma história real, baseada no romance escrito pelo neto de Jack, Matt Bondurant, talvez isso ainda sirva para minimizar a tragédia que o avô deve ter sido na sua juventude. Quanto à translação para a tela grande, o que pode ser dito é que gerou um filme sólido, mas um tanto simplório. O filme se alinha a própria vida do interior retratada e a uma época em que nem sempre a grandiosidade era um requisito para uma boa vida, contudo isso atrapalha, pois o espectador fica esperando alguma virada acontecer, mas ela nunca vem, deixando uma sensação de desperdício.

Mesmo que as atuações de Tom Hardy e Guy Pierce (Charlie Rakes) estejam destacadas, o elenco de apoio não colabora no geral e tudo fica um tanto arrastado demais. Shia LaBeouf durante toda a trama tenta em vão transmitir uma complexidade e intensidade a personagem, deixando claro que o mau resultado se deveu mais a sua incapacidade do que pelo trabalho interpretativo que lhe foi dado. O irmão do meio é um mero estepe e parece perdido em toda aquela história se limitando a uma espécie de jagunço com parentesco. A parceira romântica de Jack também é super sem sal em contrapartida à boa personagem vivida pela mulher dada a Forrest, Maggie Beauford (Jessica Chastain).

Com uma abordagem crível dos acontecimentos, não há sensação de exageros e mentiras típicas de um filme Hollywoodiano e este é o ponto chave de Os Infratores, porém a carência de um desenvolvimento crescente deixa a impressão de que sempre ficou faltando algo e o final, embora condizente com a vida naqueles tempos e locais, só acentua este sentimento. Tirando estes empecilhos, se trata de uma produção que merece sua atenção, seja pelo momento histórico em que se passa, seja pela forma como as pessoas viviam, ou pela boa história da família destaque.

Intensidade da força: 7,0

2 opiniões sobre “Os Infratores”

    1. AHAHA! Pois é Márcio, desta vez tivemos este ponto de discordância, mas o Shia ainda é jovem e poderá me desmentir noutras oportunidades.

      Abraços!

Deixe seu comentário