Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2

Título Original- Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 2
Título Nacional- Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2
Diretor- David Yates
Roteiro- Steve Kloves/J.K. Rowling
Gênero- Aventura/Fantasia/Ação
Ano- 2011

– As relíquias do sucesso…

Com o desfecho da cinessérie um dos ciclos mais rentáveis de uma franquia no cinema chega ao fim e várias perguntas irão surgir, algumas poderão ser respondidas, outras não. Por exemplo: Será que a carreira do trio de bruxos que encabeçava a história irá morrer juntamente com a sequência cinematográfica? Será que a Warner irá se contentar em viver sem Harry Potter a partir de agora (uma de suas galinhas de ovos de ouro?) Será que o encerramento ficou digno da expectativa de fãs dos livros ou mesmo dos que acompanharam apenas pelo cinema? A resposta não é igual para cada uma delas, mas o Power Cinema arriscará respostas para todas e outras que possam eventualmente surgir no discorrer desta resenha.

O longa prossegue de onde o anterior terminou, com Harry (Daniel Radcliffe), Hermione (Emma Watson) e Ron (Rupert Grint) se organizando para definir o próximo passo na busca pelas Horcruxes, que são os fragmentos da alma do bruxo Voldemort (Ralph Fiennes), algumas cenas apresentadas servem apenas para esticar a história, detalhando momentos que fazem falta quando a luta desenrola de verdade. Eles então partem em busca das relíquias, uma a uma, aos poucos minando a força e confiança do inimigo. A situação vai então se agravando e força Voldemort e empreender um ataque devastador a escola Hogwarts resultando num embate entre os que são contra o Lorde das Trevas e os que são a favor. A história tenta fazer parecer que são aliados de Harry, mas isso não convence nem ele mesmo.

Muitas batalhas discorrem muito menos épicas e espetaculares do que anunciaram ou do que fez parecer em trailers, muitos personagens conhecem seu fim de maneira descartável e inexpressiva, como a bruxa Bellatrix Lestrange (Helena Bonham Carter) que faz uma ponta triste neste longa, bem como um dos irmãos de Ron que também sucumbe na “guerra”. A verdade é que faltou sempre a Harry Potter, o filme, e especialmente neste último capítulo, um aproveitamento eficiente dos recursos. A tão esperada grandiosidade das lutas não acontece, nem mesmo quando Harry tem sua tão esperada batalha contra o Lorde das Trevas. É tudo muito blazé, muito superficial, sem impacto, como uma própria fã dos livros atestou ao final da sessão (sim, a Kerol).

O mesmo sentimento, que nela deve ter sido muito mais forte, afetou até a mim, que não acompanhei os livros, mas segui religiosamente os filmes e me desapontei muito com o trabalho realizado. Posso ter certeza, que mesmo sem ter lido a obra literária, os livros devem ter passado uma sensação muito mais intensa aos seus leitores à época.

Contudo, o longa conta com boas realizações, a produção ficou bem feita, os efeitos especiais convenceram, a direção é quase sempre bem acertada, as músicas compõem bem o ritmo e o roteiro não inventou demais, mas ao que parece, por não inventar, não se esforçou quanto ao envolvimento. O 3D não convence mais uma vez.

O balanço final é bem positivo, mas muito mais desapontante do que o anterior, ainda que neste tenha-se mais ação, a mesma se dilui demais por não transmitir a importância esperada quanto à personagens tão importantes. Nossa! Comparem o drama da Sociedade do Anel na luta contra Sauron! É simplesmente humilhante assistir o mesmo discorrer de acontecimentos em Harry Potter e quase posso assegurar que isso não se deveu ao ritmo dos livros.

Os atores principais continuam péssimos, com a exceção esperada a Ralph Fiennes que não surpreenderia se indicado for ao Oscar este ano. De resto é um filme bom e merece ser visto, mas poderia ter sido mais, muito mais, tanto que não posso dar mais força do que a dada ao longa anterior, por simplesmente não ter sido melhor. Impressionante não?

Intensidade da Força: 8,0

6 opiniões sobre “Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2”

  1. Mais uma excelente crítica hein cara. XD

    Gostei muito do filme, e achei acertada a idéia de dividirem o livro em 2 filmes, poderiam ter feito o mesmo no sexto livro também, que pra mim foi o mais prejudicado em toda a série.

    Achei uma pena não terem dado um enfoque maior nos combates individuais durante a batalha final. Tá certo que mesmo no livro, focam muito mais na batalha entre Harry e Voldemort, mas no filme isso ficou meio “frio” sei lá.

    Quanto as atuações, não acho que os três principais foram tão mal, mas nem de longe se destacam. Ao contrário de outros personagens como Prof. Snape, Voldemort e a Prof. Minerva.

    No final, acho que o saldo da série foi bem positivo, poderia ser melhor, mas foi uma boa saga.

    Agora, com essa onda de remakes e reboots que estamos vivendo, quanto tempo até refilmarem a série hein? Hehehehe…

    1. Valeu pelo elogio Rudash e também por ter aparecido mais uma vez! A participação sempre anima mais!

      A questão do futuro é algo em aberto, mas se acontecer uma refilmagem ou alguma espécie de readaptação eu não me surpreenderia nenhum pouco apesar de achar que do jeito que está ficou bom.

      Abraços!

  2. Fala Bill,

    Realmente os efeitos especiais e a produção em si ficaram muito boa, tanto que sai do cinema satisfeito, não sei se por hábito, pois já sei que não será muito-bem-feito. heheheeh

    Eu achei o final sinceramente, decepcionante, não ligo para o fim de Bellatrix ou dos outros, acho que estava de bom tamanho (falei para Kerol, se ela queria um enterro de cada morte, eheheheheh), mas acho que a luta final deles deveria ter mais drama, mais intensidade, e não lançar dois raios de cores diferentes. Faltou como vc disse, um toque épico, estilo senhor dos anéis. o último filme merecia isso, afinal, foram duas partes ¬¬’

    De todo o caso, eu gostei da atuação de Matthew Lewis, interpretando Neville Longbotton, não sei se é pq ele é bem apagado nos outros filmes, mas achei que ele foi bem (mas sou fraco para julgar atuação, só sei que gostei heheheeh)

    é isso, faltou vc responder algumas perguntas, e o futuro do trio?

    1. AHAHA! Sério que eu não respondi? Eu achei que ficou bem subentendido nas entrelinhas dessas frase “Os atores principais continuam péssimos”. AHAH!

      Sendo mais direto. Eu acho que nenhum vai para frente. São muito ruins, com uma leve exceção para o Ron (Rupert Grin), a menina pode até se salvar minimamente por ser bonita, mas o Harry? Nossa! Ele é podre demais e muito da falta de impacto na luta final se deveu a ele e sua total inexpressão.

      Ouso ainda dizer que o Ron se resumirá a um mero ator de filmes bobocas de comédia e comédia romântica e a menina poderá vez ou outra fazer um outro trabalho como rostinho bonito. Quanto ao Daniel Radcliffe este daí eu não consigo ver qualquer futuro.

      A pergunta que ficou no ar maior foi quanto a sobrevivência da Warner sem Harry Potter. Eu acho que tudo vai depender de como filmes de Superman, Mulher Maravilha, Flash e Liga da Justiça sairem e quanto renderem para ter certeza se não darão um jeito de fazer umas Crônicas de Harry Potter ou algo do tipo. EHEH.

      Valeu mais uma vez por ter comentado Reiner e obrigado também pela menção ao bloguinho aqui quando comentou sobre o filme. Eu sei porque a Kerol mandou o link, mas fico devendo uma visita ao seu espaço também.

      Abraços

      1. auhauhauha, foi mal, não percebi as entrelinhas sobre o futuro do trio. heeheheh

        Sua profecia está anotada e será verificada mais tarde. Vamos ver se vc tem o dom 😀

        Quanto ao futuro da Warner, tomara que faça boas adaptações, eu ia achar muito bom ver um filme da mulher maravilha e de flash. Superman seria bom se tivesse uma história nova, o último achei bem fraquinho.

        Sabe dizer se alguém já comprou o direito de fazer filme da série a Ordem dos Arqueiros? acho que daria uma boa série de filmes, e pegaria boa parte do publico infanto-juvenil. Mas a esperança mesmo era Percy Jacson, pena que foi um fiasco. 🙁

        Valeu meu velho, um abraço,

        1. Anote mesmo, pois eu sou “esquecido”. EHEH.

          Quanto a um filme sobre a Ordem dos Arqueiros que eu saiba não há nenhuma movimentação sobre adaptação da obra para o cinema. Assim que alguma coisa aparecer e que eu fique sabendo posto aqui em sua homenagem! Abração!

Deixe seu comentário