Esposa de mentirinha

Título Original- Just go with it
Título Nacional– Esposa de mentirinha
Diretor- Dennis Dugan
Roteiro- Allan Loeb/Timothy Dowling
Gênero- Comédia/Romance
Ano- 2011

– É verdade este vale a pena…

Nem que seja para você dar algumas boas risadas, de resto tudo é igual. Adam Sandler (Danny), Jennifer Aniston (Katherine) estão fazendo as mesmas coisas que os notabilizaram e outros atores ancoram a produção, até mesmo uma estranhíssima e deslocada Nicole Kidman (Devlin Adams) que deve ter aceito fazer o filme por um dos seguintes motivos: ou estava querendo se divertir sem compromisso e nada melhor do que uma comédia do Adam Sandler, ou queria faturar uma aparição num filme que atinge público maior e assim voltar aos holofotes e mostrar que ainda está presente. Sejam quais foram os motivos o resultado não foi muito satisfatório.

Danny era um nerd feioso quando mais jovem e que quando estava prestes a casar descobre que fora traído pela noiva e que ela estava com ele apenas por interesse, indignado, ele a abandona e resolver jogar tudo para cima, inclusive a aparência feia. É uma típica piada do ator em seus filmes (normalmente coordenados pelo próprio Adam) que sempre faz gozações com nerds, feios e cornos em algum momento de seus longas, aqui não é diferente, esmiuçando mesmo, nada é novo ou bem executado em Esposa de mentirinha.  São aquelas piadas que sempre te fazem rir, a não ser que você viva querendo ser politicamente correto se tornando um chato, mas a infâmia é marca forte na produção. Continuando, então sua nova vida de um médico cirurgião estético famoso e, por isso, rico, e resolve se “vingar” de seu trauma passado sendo um verdadeiro galinha e cafajeste com as mulheres, especialmente as mais jovens.

A situação muda quando conhece Palmer (Brooklyn Decker) que é apresentada como a garota estonteante do longa, sendo que Danny já tinha como parceira de consultório nada menos que Jennifer Aniston. Tudo bem, estas bizarrices acontecem nas “coisas” da TV, não é privilégio de filmes hollywoodianos tão somente não. A jovem Palmer se desaponta com Danny por imaginar que ele é casado (já que carrega uma aliança, os motivos são explicados no longa) e ele resolve seguir com a mentira do casamento para conquistar a garota. Só não imaginava que tudo iria se virar de forma tão inusitada com o decorrer dos eventos. “Ohhh!”.

As obviedades são as mesmas também. Resumindo bem: Esposa de Mentirinha é uma obra que reúne todos os clichês das comédias típicas do Adam Sandler mais toda a embromação das comédias românticas típicas. Por que ainda se salva? Porque uma idéia mesmo que reciclada e copiada pode se sair bem caso seja bem executada. É o que acontece aqui. O longa tem um roteiro divertido, com diálogos bem ajustados, uma direção aprumada e alguns momentos inspirados, especialmente quando as crianças estão envolvidas. Tanto Adam Sandler como Jennifer Aniston estão aceitáveis em seus papéis e assistir a cara deformada pelo botox de Nicole Kidman não tem preço. No mais, não existem surpresas ou grandes sacadas, é desligar o cérebro e apenas tentar aproveitar o momento, sem amarras, sem frescuras e com certeza você irá dar boas risadas.

Intensidade da força: 6,5

Deixe seu comentário