[Review] Novo Macbook White. Mais um convertido…

Desde os tempos do lançamento do Macbook Air eu considero adquirir um notebooks da Apple, especialmente o Air, mas o preço proibitivo desse equipamento aliado ao conhecimento de que a capacidade de trabalho dele ficaria comprometida pela opção de equipamentos mais limitados por causa do tamanho nunca permitiram que eu realizasse esse sonho.

Agora, no entanto, estava precisando de um computador portátil mais do que nunca para poder anotar as aulas de um curso que estou começando e, principalmente fazer as petições já que no PC do escritório não tem qualquer condição de trabalhar pela precariedade do equipamento.

Minha experiência com notebooks aumentou muito de uns 2 anos para cá, especialmente depois que convivi com o netbook da Acer, o Aspire One. Ele era uma máquina bem limitada, mas quebrou muito meu galho enquanto o tive. Além disso minha namorada tem notebook Dell Inspiron há um bom tempo e eu fui me acostumando mais com essas máquinas.

Durante o período de escolha da máquina eu passei por diversas opções, desde me desfazer do meu desktop (cheguei até a por um anúncio no ML), passando pela idéia de adquirir algum note destes vendidos por aqui no Brasil mesmo, mas aí eu resolvi entrar no site da Apple e percebi que o Macbook estava num padrão aceitável e que, talvez se a conversa que todos dizem fosse verdade, mesmo sendo um C2D com 2gb de RAM ele teria um desempenho bom ainda mais por ser uma máquina destinada a trabalhos de texto em sua maioria.

Foi com esse pensamento que resolvi finalmente arriscar num novo mundo de possibilidades e ingressar no universo do MacOSx. Algo bastante complicado tendo em vista que fui nascido e criado em PC’s usando Windows e não iria suportar a idéia de ter que ficar me batendo com um novo OS. Assim mesmo insistir e realizei a compra. Ele chegou na Quinta-Feira passada (01/07). Usei ele bastante no primeiro dia para me familiarizar e descarregar a bateria e fui descobrindo que há vida além do Windows! E que vida!!!

Vou dividir a Review em alguns pontos que considero importantes num notebook e sobre a experiência de usar um Mac, passando por uma análise rápida de aspectos gerais acerca da compra.

– Processo de Compra

Antes de comprar o macbook que agora possuo  havia recebido o link de uma promoção da Saraiva a respeito de um Macbook e que vinha com o Office para Mac incluso e estava por um preço tentador (R$2,499 de 10x). Quase compro esse. A mudança veio quando percebi que esse modelo é da geração anterior de macbooks. Então fui pesquisar um pouco para saber as diferenças e aprendi que eram 2, mas muito importantes. A bateria desse novo Mac pode alcançar até 10h e a placa de vídeo era uma GF 320m, diferentemente da GF 9400m do modelo anterior.

Como não me deixo levar por “mudanças” apenas por serem divulgadas fui ver o que isso representava de verdade e se valia a pena investir R$500 a mais pelas mudanças, pois a compra teria que ser feita pelo site da apple. Após alguma dificuldade para achar um review da duração da bateria do modelo anterior percebi que ele chegava até 7,5h. Uma duração formidável, mas bem aquém das atuais possíveis 10h!!! A VGA era outro item que apresentava uma melhoria significativa de desempenho. Situação que comprovei ainda mais depois de ler um review da anandtech comparando os dois modelos em testes. A diferença podia ser de mais do dobro!

Por fim bati o martelo e comprei o novo modelo, por causa desses diferenciais. Não optei pelo modelo PRO por 2 razões básicas : 1- O preço é significativamente maior (R$ 500,00) por apenas 2gb de RAM a mais e algumas conexões a mais (Firewire 800, cartão SD e saída de linha), além do corpo de alumínio ; 2- A questão fashion pesou, pois eu prefiro o modelo todo branquinho do Macbook White, apesar de ser em plástico.

Realizei a compra. Usei o cartão de minha mãe e por isso tive algumas dificuldades no processo, pois eles exigiram inúmeros documentos, mas assim que os enviei tive a remessa liberada e a chegada foi relativamente rápida para os padrões do Rapidão Cometa (aqui em SSA chegou em 4 dias úteis). Comprei também o Magic Mouse (por mais R$ 220,00), mas esse último ainda não chegou porque semana passada foi feriado na Sexta-Feira (02/07) aqui e Sábado eles não entregam também. Com certeza deve estar chegando hoje.

No geral o processo de compra foi muito tranqüilo e me parece que eles são bem criteriosos e preocupados com possíveis caloteiros. O Rapidão Cometa não teve problemas para cumprir o prazo de entrega. Aprovadíssimo.

– Abrindo e me impressionando:

Assim que chegou na Quinta eu fui logo abrindo e gostei muito da embalagem. Pequena e sem desperdício de espaços, sem isopores ridículos, tudo muito bem acondicionado e seguro, um pouco carente de uns brindes, mas tudo bem eu deixo passar esse “deslize”. EHEH.

Tudo passa pela China afinal de contas… eheh

Logo de início já fui me impressionando com a construção do bichinho. A estrutura única tão alardeada pela Apple e que também faz parte de outros notes como o Álamo da Dell, o Alienware também da Dell e algumas marcas menos conhecidas aqui no Brasil mostra toda a sua vantagem. É uma coisa só. Sim, é meio redundante, mas para quem tem ou já teve um note mais comum a diferença é gritante. Não há coisas montadas que permitam folgas futuras ou acúmulo de poeira. É um lance meio de vácuo sabem? Muito interessante.

A estrutura toda branquinha do Mac White é muito clean e muito bonita. É um visual muito agradável e que agrega muito a impressão superior que você tem do produto logo de cara. O teclado é muito confortável e diferente de qualquer outro que já usei. Olha que já teclei no Acer, Dell, HP e Sony Vaio, para ficar nos mais renomados e que se gabam de possuírem teclados especiais, mas nenhum desses chega perto do conforto do teclado do MAC. As teclas são separadas, ou seja, não há risco de você se pegar errando a digitação por falta de espaço para os dedos teclarem e também elas são meio que levantadas. Elas não ficam “enterradas” como a desses outros notes. Só vendo e usando para você ter a noção. Você digita e parece não digitar de tão confortável, além de silencioso.

O trackpad… noosssa!!! É grande hein? Eu fiquei muito impressionado com o tamanho dele em comparação aos outros que já usei e conheço, mas logo imaginei o motivo disso deveria ser pelo fato de ser um trackpad com multi touch e por isso talvez o tamanho diferente. A estrutura de vidro é muito lisa e fácil de deslizar o que facilita muito o uso do touch, sem falar que todo o trackpad é um botão. Logo que inicializei a máquina eu fiquei me batendo todo porque ele vem configurado por padrão para não funcionar como um trackpad normal, mas daí eu ajustei isso porque gosto mais do trackpad funcionando com aquele toquinho, mas o lance dele todo ser um botão é muito legal.

– Ligando e ficando ainda mais embasbacado…

Assim que apertei o botão de ligar a primeira sensação já foi de espanto. O Macbook não parece estar ligado quando está ligado! EHEH. Ele é muito silencioso e calmo, nada de pequenos sonzinhos ou nada que denuncie seu ligamento, além da luzinha branca no canto inferior direito.

Continuando com as surpresas; a inicialização. O que é isso, hein? Muitooo rápido! Esqueçam tudo que já viram antes. Isso sim é um sistema ligar de forma macia e como todo e qualquer sistema deveria ser. Botão power pressionado, uns 20-30s e tcham! Seu sistema está pronto, pronto mesmo. Nada de aparecer a tela e você ainda ficar mofando esperando ele abrir mais 500 coisas. É ligou, apareceu a tela e pronto, use!

A primeira sensação foi de estranheza. Eu já tinha visto várias vezes um mac ligado, mas nunca era o meu e pela primeira vez na vida eu realmente tinha que encarar um novo OS e o MacOSx é uma experiência diferente de tudo que eu já tinha vivido recentemente. Ele consegue aliar aparência avançada e com muitos recursos, com um desempenho formidável que coloca o Windows no chinelo, mesmo o bom Windows 7 (que agora é bom para os padrões Windows. EHEH!). Ainda tem um “ar” meio retrô que lembra o velho Windows 3.1 com aquelas menus de arquvio, editar no topo da tela e uma imagem bem simples nos menus internos (tipo um painel de controle do MAC OS). É bem interessante essa mescla feita por ele.

Então, como já tinha adiantado o notebook aparenta ter uma configuração simples e que indica que ele terá alguma dificuldade para lidar com tarefas normais, mas eu ainda era um usuário preso às amarras do Windows que sempre consome demais o sistema e realmente gerencia porcamente os recursos. Agora eu vi que é possível sim fazer um OS moderno, com vários recursos visuais interessantes e ao mesmo tempo extremamente leve e competente para qualquer tarefa que se apresente mesmo com uma config modesta.

O desempenho é tão macio que chega a ser meio assustador! Você consegue abrir programas com extrema rapidez e trabalhar com inúmeros programas ao mesmo tempo e várias janelas em cada um desses programas e o sistema não dá agarrões, não há travadinhas, nada. Enquanto no Windows você sempre evita trabalhar com muitos aplicativos simultâneos por causa da possibilidade de bugs e quedas de desempenho esse temor é totalmente infundado no MacOS. Você pode usar tudo ao mesmo tempo  e intercalar entre os diversos programas com apenas alguns gestos no teclado multi touch. Que multi touch, hein? Eu não sei como o recurso está presente nestes notes mais recentes, mas no Macbook o multi touch é algo tão eficiente e tão bem feito que por alguns momentos me pego perguntando se comprar o magic mouse foi realmente necessário!  . Para vocês terem a dimensão de como é bom.

– Probleminhas?

Dizer que o que vou relatar aqui agora são problemas é até uma sacanagem de minha parte. E é mesmo! AHAHA . O que vou falar aqui são inconvenientes que acho que em sua maioria se devem mais a minha falta de habilidade com o novo equipamento do que por limitação mesmo do programa.

Vou direto ao ponto que mais me incomodou até então. Maximização das janelas! Isso mesmo! Não sei se é um erro meu, provavelmente sim, mas maximizar as janelas no MacOS não é tão simples e fácil como no Windows. Ele vem com alguma opção padrão que alguns programas (editor de texto, safari e mesmo aplicativos menores como o Ical) que abrem em modo, digamos minimizado, mas quando você aperta o ícone para maximizar ou ele não faz nada, ou faz algo impercepitível. Me parece que há alguma relação estranha da maximização com o zoom da tela. Alguns programas com o zoom em 100% apresentam janelas pequenas e quando você tentar maximizar não vai simplesmente, não sei se tem como mudar isso. Se tiver avisem.

Eu instalei o Iworks aqui e, enquanto o Keynote e o Numbers abrem quase maximizados para a tela toda o Pages não maximiza nem com reza braba! É uma droga mesmo. Eu consigo deixar a tela cheia, mas só depois de muito ajuste aliando com o zoom e com as opções de ajustar profundidade, mas quando você reabre o programa ela está lá de novo, desajustada. O safari também era assim, mas consegui deixá-lo maximizado direito depois de muito ajuste, mas o Pages eu não estou conseguindo.

O último ponto que gostaria de comentar que me incomoda um pouquinho é o zoom via multi touch. Ele funciona maravilhosamente bem em quase todas as situações, menos na opção de zoom. Não sei bem porque isso acontece, se tem haver com alguma opção que habilitei, mas o movimento para dar zoom é pouco responsivo, especialmente no safari.

-Resumo Final

Basicamente é isso gente. A experiência de ter um Mac é simplesmente fenomenal e vai te abrir horizontes que você nem imaginava existirem! Ele tem alguns contratempos como a pouca variedade de jogos (apesar de ter bastante), mas se você quer um computador para jogar sempre o Mac ainda não é a melhor opção, mas torça para que possa ser um dia porque os jogos rodarão com uma qualidade muito maior com hardwares muito menos poderosos. Seria uma benção para todos nós.

A bateria tem realmente a duração embasbacante mencionada. Se você usar dentro dos requisitos que a Apple informa é possível conseguir a duração de 10h. Eu usei um pouco diferentemente do informado (com mais brilho no monitor e fazendo mais coisas ao mesmo tempo) e consegui um desempenho alto de duração (fica variando entre 8 e 9h e 30) uma coisa muito louca!

A imagem do monitor é linda demais e eu nem uso o brilho mais intenso. Diminui para cerca de 75% e ainda fica ótimo! O aparelho esquenta muito pouco, mesmo depois de horas de uso e nunca a ponto de incomodar por causa de um aquecimento.

Se depois de lerem essa review tiverem mais alguma dúvida não se acanhem em perguntar e se quiserem comprar um Mac mesmo que seja para um uso diferente do que estou fazendo aqui façam uma pesquisa na net é possível que hajam programas tão bons para o que você quer para Mac ou mesmo haja o mesmo programa numa versão exclusiva.

Por fim, não consigo entender como alguém com um Mac consegue usar bootcamp para ter Windows, simplesmente é ilógico! É um atentado ao seu sistema e desvirtua completamente o propósito de se adquirir um equipamento desse calibre.

Abraços e espero que tenham gostado e leiam tudo, pois escrevi da forma mais detalhada possível para não deixar dúvidas quanto a nada muito importante!

Originalmente postado em: http://forum.outerspace.terra.com.br/showthread.php?goto=newpost&t=300928

4 opiniões sobre “[Review] Novo Macbook White. Mais um convertido…”

    1. Ele não vem com nada. Você pode improvisar e usar o saquinho que acompanha, mas não é suficiente. O meu já tem alguns riscos, nada grave, mas isso porque tenho muito cuidado. Existem várias bolsas, capas à venda eu tinha pesquisado muito no começo, mas terminei não comprando nada, agora que já riscou perdi o interesse, mas mesmo com os riscos isso só é percepitível dependendo da posição que a luz bate porque o branco dele é tipo o black piano, então fica mais oculto.

      Ele já foi lançado há algum tempo, contudo sempre vem sofrendo atualizações no hardware. As atualizações chegam nos EUA primeiro, obviamente e depois de uns 4 meses chegam por aqui então é aconselhável que você pesquise se o daqui está na mesma versão de lá ou se as mudanças são importantes para o que você quer, no meu caso eu queria este modelo que comprei porque era o com a nova bateria de maior duração, quando comprei as lojas físicas que vendiam não tinham esta versão, apenas no site, então fique ligado.

      Abraços, obrigado por participar e até mais.

  1. e a cara blz?
    muito bom o review
    to pensando em comprar esse macbook tbm
    mas tem um problema q andei lendo
    as rachaduras no top case
    e agora essa boracha de baixo que falam q ela se solta
    e a sujeira
    tem isso mesmo?
    brigado

    1. Opa! Como vai Kelvin?

      Olha o meu aparelho tem pouco uso e sempre fica guardado quando não estou trabalhando nele então isso ajuda, mas alguns dos defeitos mencionados por você realmente ocorrem com alguns modelos, um deles é o da borracha soltar. Essa borracha fica entre a tela e a base do note, nas bordas da tela e ajuda a evitar o contato das duas partes quando fechado. Na época que comprei e pesquisei vi relatos de pessoas com este problema e de fato ele acontece, porém comigo, até hoje não aconteceu e creio que não irá.

      Quanto ao problema da sujeira isso é normal, pelo menos no modelo branco, pois a superfície dele é do mesmo material “black piano” e por isso adere sujeira mais facilmente, no entanto, por ser branco, esta sujeira é menos aparente que num modelo preto, por exemplo, por isso este problema é contornável sem maiores contratempos.

      Por fim a questão das rachaduras eu acho mais difícil e deve ser ocasionado por mau uso, basicamente. Como todo aparelho você deve ter cuidado com o equipamento, caso não tenha é natural que ocorra toda sorte de problemas, a pessoa dizer “ah eu cuido”, muitas vezes não retrata a realidade, pois o “cuidar” da pessoa pode não ser ideal. Agora para tal problema ocorrer eu te garanto que vai se dever boa parte por desleixo do usuário, deixando o note exposto ao sol ou locais muito quentes, dando pequenas pancadas e coisas do tipo. Aí não tem laptop que resista.

      Um grande abraço, obrigado por nos visitar e espero ter ajudado.

Deixe seu comentário