Trovão Tropical

Título Original- Tropic Thunder
Título Nacional- Trovão Tropical
Diretor- Ben Stiller
Roteiro- Ben Stiller/Justin Theroux
Gênero– Comédia/Ação
Ano- 2008

– Abobado, mas com conteúdo

A comédia de Trovão Tropical segue um estilo que não vai agradar tantos no Brasil e talvez em outros países que dividam gostos parecidos com o nosso, quando se trata de humor. O tom do humor nesse longa é mais voltado ao exagero com muitas coisas forçadas e até um pouco desagradáveis para os que tem baixa tolerância a situações nojentas e a um palavreado muito carregado de gírias muito fortes.

O filme conta com um tripé de peso composto por Ben Stiller (Tugg Speedman), Jack Black (Jeff Portnoy) e Robert Downey Jr. (Kirk Lazarus), este último parece ter se reencontrado com o equilíbrio e com as boas atuações e parece que não irá mais sair dos trilhos, assim fica a torcida. Além desse, ainda conta com a participação de um ilustre e famoso ator que depois de anos fazendo sempre o mesmo tipo de papel resolveu finalmente dar uma resposta com uma atuação, no mínimo, diferente e que remete ao que a palavra ator representa nesse meio de fato.

Outro ponto a se considerar em Trovão Tropical é que o filme é muito voltado à vida norte americana, então aqueles telespectadores que forem assistir o filme e tiverem pouca familiaridade com aquela realidade vão ficar “viajando” durante o longa e sentirão muito pouco os momentos de comédia no filme. Na verdade, o longa é uma crítica ao próprio estilo de vida das celebridades Hollywoodianas, praticamente todos os personagens representam um ou mais tipos de pessoas que circundam o métier de Hollywood.

O longa tenta contar como é a filmagem de um grande filme em Hollywood com muito dinheiro em jogo, um misto de grandes atores envolvidos, juntamente com um diretor em busca do reconhecimento na adaptação de um livro que conta a história “verídica” de um ex-soldado do Vietnam. Les Grossman (famoso ator que caberá a você, leitor, reconhecer no filme) é o investidor dessa grande produção. Trovão Tropical lida justamente com todas essas variáveis ao mesmo tempo, de forma muito bem articulada sem perder o tom da comédia e da crítica que ao mesmo tempo tenta demonstrar.

Ben Stiller traz o ator decadente de filmes de ação e grandes blockbusters que tentou a sorte em alguns filmes mais encorpados e foi um verdadeiro fracasso, clara alusão a atores como Stallone, Bruce Willis, Schwarzenegger entre outros. Jack Black faz o ator de filmes de comédia sem sentido e viciado em drogas, aqui talvez até uma auto-crítica, somando-se a Adam Sandler (no tocante às drogas a crítica se transfere para atrizes como Lindsay Lohan) e outros que fazem filmes como American Pie, Todo Mundo em Pânico e similares. Por último está Robert Downey Jr. trazendo a representação do grande ator que se doa completamente ao papel se esquecendo inclusive de quem ele é, talvez uma crítica a Daniel Day Lewis famoso por incorporações extremamente fortes em seus personagens. Sem falar dos outros componentes do grupo que apesar de aparecerem pouco trazem representações características também, como o ator negro que sempre recebe papéis no mesmo estilo ou o ator novato que nunca deslancha.

O primeiro passo para entender muitas das piadas do filme passa por essa compreensão do que cada personagem representa. O filme ainda conta com Matthew McConaughey como o agente de atores que não sabe se o dinheiro é o mais importante ou a amizade do seu agenciado, sem falar claro do investidor (representando aqui os estúdios) que também faz uma gozação tremenda aos rappers. O “casting” do filme é riquíssimo e conta ainda com Nick Nolte (soldado 4 folhas) e como representante dos diretores está Jeff Kahn (Snooty Waiter) estes dois criticam aqueles escritores que tem suas obras adaptadas e nunca estão satisfeitos com o resultado do filme e o diretor megalomaníaco que sempre busca fazer o melhor filme a qualquer custo. Todos esses componentes afastam Trovão Tropical da primeira impressão de imbecilidade que o filme possa aparentar, introduzindo uma nova forma (difícil, porém) de se fazer comédia.

O filme é muito carregado de palavrões de baixíssimo calão que não foram nenhum pouco amenizados pela censura e estão lá, como pouquíssimas vezes se viu, traduzidos na íntegra para alívio (ou desespero) de alguns. A interpretação do tripé do filme é boa com grande destaque para Downey Jr. que consegue destaque até num personagem escrachado e para o investidor do filme Les Grossman pela caracterização do seu papel. Repetindo, o filme não vai agradar a todos que forem assistir, muitos não irão entender as piadas e outros até entenderão, mas irão achar a forma como as piadas são contadas muito exageradas, mas a questão é justamente essa, o brilhantismo de Trovão Tropical está em não maquiar nada, pouca coisa retratada ali está de fato aumentada. Os bastidores de Hollywood infelizmente são assim, basta você assistir aos programas de canais como E! e VH1 para confirmar.

Por essas e outras é que Trovão Tropical é um filme de comédia acima da média e mesmo que você ao assisti-lo não aprecie a forma como foi conduzido não poderá negar que a crítica ao estilo “Hollywoodiano de ser” está ali e isso deve ser pontuado e elogiado. Parabéns a Ben Stiller pela audácia em fazer um filme desses e ao grande elenco que reuniu, nessa que é a melhor comédia de 2008 até agora e tem tudo para que continue assim até o fim desse ano.

Intensidade da força: 8,0

2 opiniões sobre “Trovão Tropical”

  1. excelente critica bill…

    eu tava em duvida se assistia ou não o filme…

    primeiro porque diretor sendo protagonista na minha opnião é ridiculo!

    Não sei no cinema, mas no teatro isso nao funciona. O diretor tem q estar olhando a filmagem para poder molda-la corretamente ao que se espera, nao tem como fazer isso atuando, ainda mais no destaque.
    Apesar de gostar muito de Ben Stiller, diretor e ator no mesmo filme é complicado.

    Outro ponto é Tom Cruise…que dispensa comentarios. Nao creio que ele tenha melhorado, mas vamos ver!

    To em semana de provas, espero poder asssistir semana q vem

Deixe seu comentário