Crise Criativa no Cinema?

Tentando inaugurar uma nova fase no blog começo com essa pergunta que foi basicamente o tema de uma reportagem de uma Superinteressante de alguns meses atrás.O cinema vive uma crise criativa?

Muitos críticos e fãs de cinema tem se incomodado com a onda de adaptações de quadrinhos, livros e reciclagem de antigas séries que pareciam encerradas. Nesse mundo onde tudo se reinventa será que é possível que se trata de uma crise criativa?

Na minha visão não consigo encarar o atual momento do cinema (últimos 3 anos principalmente) como um momento negativo da indústria em termos de criatividade. Criatividade não significa somente fazer algo novo (como até sugere o prefixo da palavra), mas também readaptar, recriar como muito se tem feito recentemente.

O tema foi levantado porque existe um certo incomodo com a atual situação em que filmes como Batman, Spiderman, Homem de Ferro, Piratas do Caribe estão dominando a cena e meio que excluindo produções originais (Juno, Pequena Miss Sunshine).

Os exemplos dados são retirados da reportagem supra mencionada, pois na opinião particular de quem vos escreve não considero Juno um filme original. O fato de se tratar de uma produção independente não dá essa conotação ao filme. Discordo também de que filmes adaptados de quadrinhos são exemplos de falta de criatividade ou originalidade. Até porque o que se está fazendo com Batman, Homem de Ferro entre outros não se trata de uma repetição, mas sim de algo novo, apenas com bases numa outra fonte criativa.

O que existe, sim, é preconceito. Os ditos, “entendidos” de cinema torcem o nariz para tais produções e custam a concedê-las algum crédito. Enquanto filmes médios (Juno) são forçosamente elegidos por “esses” com estandartes de um cinema “lindo e maravilhoso” que está ameaçado por aquelas produções de qualidade “duvidosa”.

Paremos de hipocrisia e tenhamos coragem de assumirmos os nossos defeitos! Digam na cara limpa que não gostam de filmes baseados em quadrinhos por puro preconceito e não venham com esse papo furado de que se trata de uma questão criativa ou orignal de ser.

Cinema levado a sério, não significa cinema chato. Significa entender as produções numa escala geral e de forma justa de acordo com seus reais defeitos técnicos e não de acordo com presunções pessoais.

Aos leitores que acompanham nosso blog está lançada a pergunta. Vocês acham que o cinema vive uma crise criativa? Sim ou não?

2 opiniões sobre “Crise Criativa no Cinema?”

  1. Valeu por dado sua opinião Gil. Vou conferir esse Otis aí.

    O que fica no ar, no entanto é o que seria o conceito dessa originalidade, pois não vejo como falta de criatividade filmes com Batman, Iron Man, Piratas do Caribe ou LOTR.

    Valeu pela participação Gil.

  2. Sim, eu acho. Especialmente Hollywood. Não é a toa que estão trazendo de volta os heróis do passado (Indiana Jones, Rambo, etc).

    Mas eventualmente encontramos algo bacana. Gostei muito de um filme deste ano que chamaram ‘horror version of JUNO’.

    Vc não gostou de Juno, mas dê uma olhada no Otis (http://www.imdb.com/title/tt0996967/)

Deixe seu comentário